POLICIAIS

Idosa chama a polícia para encerrar festa do vizinho

A mulher de 63 anos contou que o som alto durante a semana não a deixa dormir.

Joana Marceneiro de Souza, de 63 anos, acionou a polícia na noite de terça-feira, dia 7, para tentar acabar com uma festa que acontecia ao lado da sua residência. Segundo Joana, as festas no vizinho são constantes e o som alto durante a semana não a deixa dormir e incomoda também outros moradores.

Para tentar minimizar os problemas e chegar em uma solução, os policiais que atenderam o chamado de dona Joana tentaram conversar com o homem e pedir para que a Lei do Silêncio fosse cumprida. A denúncia da mulher foi realizada às 23h45 e quando os agentes chegaram, próximo de 00h30, o som ainda estava tocando.

A idosa deixou claro que já tentou conversar com seu vizinho sobre as festas realizadas em dias de semana, mas não conseguiram chegar a um acordo. O homem de 30 anos, não quis se identificar, mas informou aos policiais que as festas não acontecem toda semana e que era um momento especial: aniversário de um amigo.

Lei do Silêncio

O artigo da 42 da Lei Federal das Contravenções Penais (Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941) diz que os cidadãoes podem ser multados ou até mesmo presos se perturbarem o sossego alheio.  Em regiões residenciais, como no caso acima, é permitido ruído de até 50 decibéis das 7h  às 22h. Vale lembrar que esses 50 decibéis equivalem a um choro de bebê.

Júlia Sanches

Júlia Sanches é jornalista há 20 anos e sempre apaixonada pela profissão. Especialista em textos para sites e redes sociais, é integrante da equipe TV Prime desde 2017. Para enviar sugestões de pauta fale diretamente comigo: julia@tvprime.com.br

Artigos relacionados

Close