Connect with us

CELEBRIDADES

Grande veterano da TV morre aos 81 anos

O ator atuou no grande sucesso dos anos 90,morreu aos 81 anos de idade, deixando três filhos e sua esposa.

Publicado

em

Na madrugada deste sábado (10), aos 81 anos, o ator Joel Barcelos faleceu. A notícia da morte do ator foi confirmada pelo portal UOL, através de amigos.

Um dos maiores trabalhos do ator foi na novela Mulheres de Areia, grande sucesso do horário das seis na década de 90. Na trama, Barcelos deu vida ao pescador Chico Belo, pai do personagem de Eduardo Moscovis.  

O ator também teve importante participação no cinema brasileiro entre as décadas de 50 e 70. Estreou em “Trabalhou Bem, Genival” (1955); esteve também em “A Falecida” (1965), com a atriz Fernanda Montenegro, uma das colegas mais próximas de profissão.

Barcelos passou por um processo difícil na época da ditadura militar. O artista foi exilado e só retornou ao Brasil em 1975, quando retomou a carreira.  

Mulheres de Areia foi a única novela feita por Joel Barcelos


Mulheres de Areia
foi a única novela feita pelo ator, que depois participou de várias minisséries, entre elas, Memorial de Maria Moura em 1994 e Engraçadinha, seus amores seus pecados. O último trabalho de Barcelos na televisão foi nos anos 2000, quando participou de um dos episódios do Linha Direta – Justiça.  

Joel Barcelos sofreu dois AVCS e tinha problemas pulmonares

Um dos amigos do ator, Ginaldo de Souza, comentou sobre a morte do amigo e disse que o estado de saúde dele era muito crítico. Além das sequelas dos dois AVCS (Acidente Vascular Cerebral) que sofreu, Barcelos ainda tinha problemas pulmonares.   

O ator era pai de três filhos, e casado com Soraia. Segundo as informações que foram apuradas, o corpo de Barcelos foi velado em sua própria casa, localizada na cidade de Rio das Ostras, no estado do Rio de Janeiro.

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

CELEBRIDADES

Marina quebra silêncio e revela verdade sobre envolvimento na separação de José Loreto

O casamento do ator José Loreto e Débora Nascimento chegou ao fim e atriz vem sendo apontada como pivô da separação.

Publicado

em

O assunto do momento é o fim do casamento entre a atriz Débora Nascimento e o ator José Loreto. O fim da relação teria ocorrido supostamente devido a infidelidade do famoso.

Tudo teria começado por causa de uma festa que seria realizada por Marina. Vale lembrar que a ruiva também é mulher casada. Cansada de tanto burburinho com seu nome, a atriz resolveu dar um basta e quebrou o silêncio contando toda a verdade sobre os fatos. Ela concedeu uma entrevista para o jornalista Leo Dias, do Programa Fofocalizando, do SBT.

Marina Ruy Barbosa teria pensando em realizar uma festinha para os colegas de elenco da novela ‘O Sétimo Guardião’. Inclusive, ela teria conversado com o marido, Xandinho Negrão, que achou que seria uma boa ideia reunir a equipe. “Eu convoquei todo mundo no grupo de Whatsapp da novela. No final do convite, eu coloquei aquele emoji de celular proibido para evitar que as pessoas se preocupassem em ficar com os aparelhos nas mãos”, contou a atriz.

Marina Ruy Barbosa se posiciona

A atriz disse ainda que não tinha proibido ninguém de levar os companheiros à festa. Ela fez questão de frisar que somente queria que as pessoas pudessem aproveitar a oportunidade para se divertirem. Marina disse que ficou aborrecida pelo fato de alguns convidados interpretarem de maneira errada e vazarem a informação deturpada, e por isso, decidiu cancelar a festa que aconteceria em sua casa.

A esposa de Xandinho disse que o colega de elenco, o ator Marcelo Novaes decidiu então assumir a festa em sua casa. No evento teria comparecido vários artistas do elenco, inclusive José Loreto e Débora Nascimento.

No fim da entrevista, ela fez questão de esclarecer de vez os fatos. A atriz deixou claro que não tem nenhuma responsabilidade com a separação dos colegas globais.

Continue lendo

CELEBRIDADES

Brasil em luto por Ricardo Boechat: relembre a brilhante carreira do jornalista

O apresentador da Rede Bandeirantes morreu de maneira trágica e inesperada no início da tarde desta segunda-feira (11).

Publicado

em

O Brasil perdeu, nesta segunda-feira (11), um dos maiores âncoras do jornalismo brasileiro, o apresentador da Bandeirantes Ricardo Eugênio Boechat. Ele morreu no início da tarde em um terrível acidente de helicóptero. 

A aeronave onde ele estava caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, após bater na parte da frente de um caminhão que trafegava pela via. O apresentador tinha 66 anos de idade. Além de ser âncora do Jornal da Band, também tinha um programa de rádio na BandNews FM e uma coluna na revista IstoÉ.

Boechat estava retornando de uma palestra na cidade de Campinas, interior paulista, segundo informações dos jornalistas da Rede Bandeirantes. No acidente houve uma terceira vítima, o motorista do caminhão, que seguiu para o hospital sem risco de morte.

Trajetória de Boechat

Com uma personalidade marcante e sem medo de expor sua opinião, Boechat deixa um legado brilhante no jornalismo. Ele iniciou sua carreira na década de 1970 e trabalhou em vários jornais renomados na mídia, entre eles O Globo, O Estado de São Paulo, Jornal do Brasil e na Rede Globo.

De acordo com seu perfil no site da Band, o jornalista afirma ser o recordista de vitórias no Prêmio Comunique-se e ressalta ainda que foi o único que ganhou em três categorias diferentes. No ano de 2014, o site Jornalistas & Cia elegeu Boechat como jornalista mais admirado.

Em 1998, o apresentador fez o lançamento do livro ‘Copacabana Palace – Um hotel e sua história’. Ele nasceu no dia 13 de julho de 1952, na cidade de Buenos Aires, Argentina. Com certeza, o brilhantismo dele vai fazer muita falta no jornalismo brasileiro.

Continue lendo

CELEBRIDADES

Último boletim médico de Bolsonaro: médicos decidem não marcar data para alta

Médicos que cuidam da saúde do presidente, hoje descartam possibilidade de alta no momento e restringem visitas.

Publicado

em

Apesar de ter havido leve melhora no quadro de saúde de Jair Bolsonaro, o presidente segue internado sem data prevista para ter alta. Na nota emitida na tarde desta segunda-feira, 04, já não havia a possibilidade de alta pelo menos por um período de sete dias. 

Último boletim sobre a saúde do presidente 

Segundo o último boletim do Hospital Albert Einstein, Bolsonaro está “evoluindo sem dor, afebril e com redução da coleção líquida no abdômen”.

Ainda no mesmo boletim, foi dito que o presidente Jair Bolsonaro melhorou seu estado de saúde nestas últimas 24 horas, começando a receber alimentação líquida por via oral, devido ao aumento da movimentação intestinal.

Porta-voz da Presidência deu mais informações

“São copos pequenos de líquido. [ele] Tomou um ontem [segunda-feira] e dois hoje”, disse porta-voz.

Segundo Otávio do Rêgo Barros, o presidente segue com o tratamento com antibióticos e mantém um dreno no abdome.

Rêgo Barros afirmou também que a equipe clínica e cirúrgica não definiu ainda a data em que o presidente deve ter alta. As visitas são mantidas restritas.

O presidente Jair Bolsonaro foi internado no no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e passou por uma cirurgia para retirar a ‘bolsa de colostomia’, colocada na época em que sofreu um atentado durante sua campanha eleitoral.

O procedimento durou cerca de sete horas e foi finalizado “com êxito”, segundo informações do Palácio do Planalto.

Bolsonaro está em companhia da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que o acompanha durante toda a internação. Ele continua fazendo sessões de ‘fisioterapia respiratória’, porém, não fez caminhada nesta terça-feira, 5.

Continue lendo

Em Alta!

Copyright © 2018 | TV Prime | Um site do grupo i7 Network