in

Resumo Bela, a Feia (09/10): Dinho descobre que Bela está viva

RecordTV
Publicidade

Na RecordTV, nesta quarta-feira, 9 de outubro, no capítulo de Bela, a Feia, Dinho descobre que Bela não está morta.

Ainda em Bela, a Feia, Olga pede para Eulália ir ao seu encontro. Luzia e Hortência não consegue parar de analisar seus vestidos de noivas, que estão maravilhosos. Emocionadas, elas se abraçam. Dinho se diverte com diário de Bela.

Publicidade

Ataulfo fica perplexo com revelação de Olga, que conta ter visto Valentina se transformar em Bela. Bárbara é irônica ao saber que Guto está indo para o casamento de Clemente. Os convidados começam a chegar para a cerimônia.

Ataulfo faz revelação atordoante para Dinho

Ataulfo deixa Dinho chocado, após revelar que Bela não morreu. Momentos depois, Olga encontra o diário de Bela, mas fica sem entender como ele foi parar ali. Na igreja, Samantha acaba cruzando com Armando.

Publicidade

Jacinto joga seu chame para cima de Magdalena. Dinorá fica interessada no amigo de Rodolfo. Bárbara não para de beber, ficando com muita saudade de Adriano. Acompanhada de Diogo e Diego, Valentina chega ao casamento.

Clemente não disfarça ao ver Bela

Ao ver Bela, Clemente fica muito emocionado. Rodrigo fica surpreso ao ver diário de Bela nas mãos de Olga. Em seguida, Rodrigo faz uma ligação. Começa a cerimônia de casamento. Dinho e Ataulfo vão à casa de Vera.

Frente a frente com Olga, Bela fica incomodada. Rodrigo pede para Olga contar sobre as características de Eulália. Sabendo os detalhes, Valentina conclui que Ataulfo e Eulália são a mesma pessoa.

A casa de Vera é invadida por Dinho e Ataufo. Rendendo Vera e Inês, eles questionam sobre o paradeiro de Bela. Vera entra em desespero.

Publicidade
Avatar

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Next post

De transexual a aborto: Globo pode surpreender o público com série de cunho político

Em crise, SBT atrasa o pagamento dos salários e funcionários ameaçam paralisação geral