in

Resumo Topíssima (15/10): Edison é pressionado por Bruno, que exige importante decisão

RecordTV
Publicidade

No capítulo de Topíssima, nesta terça (15), na RecordTV, Bruno pressiona Edison, que é obrigado a fazer importante escolha.

Ainda no capítulo, Antonio não consegue se entender com Sophia. Desesperada, Lara diz que daria tudo que tem para poder encontrar sua filha, que está correndo perigo. Paulo Roberto concede algumas entrevistas.

Publicidade

Mariinha é amparada por Carlos e Gabriela, que fazem de tudo para conseguir acalmá-la. Madalena também fica preocupada. Enquanto isso, com a ajuda do enfermeiro, Antonio tenta acender uma fogueira.

Bruno lembra que Fernando é empregado de Pedro

Lara é amparada por Yasmin. Edison é humilhado por Paulo Roberto. Mariinha recebe o carinho de Beatriz, que lhe oferece seu apoio. Ao encontrar Fernando usando um tênis novo, Zeca questiona. Bruno lembra ter visto Fernando trabalhando para Pedro.

Publicidade

Para conseguir desmascarar o filho de Madalena, Bruno monta um plano. Fernando mente para Zeca, mas ele não acredita na resposta de seu herdeiro. Antonio perde a paciência com as frescuras de Sophia.

Para conseguir investigar a Veludo Azul, Mão de Vaca pede ajuda para Sem Noção, pois precisa de alguém para continuar dando sequência no plano que ele mesmo montou. Bruno confronta Edison, que é pressionado a escolher o lado que quer ficar.

Bruno coloca Paulo Roberto contra a parede

Paulo Roberto fica muito feliz ao saber do acidente de sua sobrinha. Ao escutarem o barulho de uma onça, Antonio e o enfermeiro entra em desespero. Bruno vai até à casa de Paulo Roberto, pressionando o reitor para contar toda a verdade sobre o incêndio no restaurante de Mariinha. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Next post

Bom Sucesso: Gisele fica em desespero com ameaças de Diogo

Resumo Selva de Pedra (Viva) 15/10: Jorge acusa Walkíria pela morte de César