in

Bonner é chamado para depôr em investigação após matéria sobre Bolsonaro

Publicidade

O jornalista William Bonner acabou ficando em maus lençóis recentemente, depois de divulgar uma matéria sobre o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, na qual o apontava como possível participante de um crime.

Na última terça-feira (29/10), o Jornal Nacional declarou que um funcionário da portaria do condomínio onde mora um dos acusados de assassinar Marielle Franco, teria dito à Polícia que um indivíduo chamado Elcio entrou no local dizendo que iria à casa onde mora Bolsonaro.

Publicidade

Algum tempo depois da notícia ser apresentada, o Ministério Público declarou que a história era falsa, deixando alguns funcionários da Globo em um grande perrengue. As autoridades declararam que na verdade, quem teria dado a permissão para a entrada de Élcio, acusado de participar do assassinato contra Marielle, foi Ronnie Lessa e não o presidente do Brasil.

A matéria divulgada logo repercutiu e chamou a atenção da Justiça, que agora quer que William Bonner e a equipe do Jornal Nacional prestem depoimento. A cúpula da Globo, que envolve nomes como Ali Kamel, Carlos Henrique Schroder e Roberto Irineu Marinho.

Publicidade

O deputado José Medeiros, do Mato grosso, é quem irá ouvir o que William e sua equipe têm a dizer sobre as informações relatadas no noticiário da emissora carioca.

A cúpula irá ser ouvida na CPI das Fake News, Comissão Parlamentar de Inquérito conduzida pelo Poder Legislativo para evitar ou punir notícias falsas. José Medeiros se pronunciou publicamente sobre o assunto e declarou: “Eles estão querendo criar um clima de balbúrdia que não existe no Brasil”.

Publicidade
Next post

Ator de Coringa é favorito ao Oscar; mas enfrenta super concorrência

Passado de Kate Middleton mostra o que ninguém esperava