in

A Dona do Pedaço: pedófilo tenta atacar personagem e encontro acaba em banho de sangue

Paulo Belote/TV Globo
Publicidade

Na reta final de A Dona do Pedaço, uma tentativa de estupro terminará em banho de sangue. Segundo informações do site ‘Notícias da TV’, o agressor fará Agno (Malvino Salvador) e Merlin (Cadu Libonati) de reféns, e o encontro acabará com tiro e facada.

A confusão começará graças a um plano de Cássia (Mel Maia), que usará sua amiga Alba (Catarina de Carvalho) para atrair o pedófilo Lauro (Ricardo Monastero). O tarado oferecerá um presente para a ruiva, mas será surpreendido.

Publicidade

Só que (o presente) não está aqui comigo. Está na casa de uma prima, onde eu estou hospedado. Você vem comigo até lá?“, irá sugerir o assediador. 

No mesmo momento, a personagem interpretada por Mel Maia surgirá ao lado de Merlin, que ameaçará chamar a polícia.

Publicidade

Lembra de mim? Você já fez o mesmo joguinho comigo. Eu sei o que você faz, não podia deixar você fazendo a mesma coisa na internet“, dirá a filha de Agno. 

Pedófilo tenta fugir e encontro acaba em banho de sangue em A Dona do Pedaço

Apavorado, Lauro tentará fugir pelos corredores do shopping, mas será impedido por Merlin. O problema é que o criminoso conseguirá imobilizar o estudante e o fará de refém.

Você quis aprontar comigo, agora vai para o porta-malas“, afirmará o agressor. 

A confusão atrairá a atenção de Agno, que tentará defender a filha. O empresário, no entanto, recuará ao ver uma faca nas mãos do estuprador.

Acabou a coragem? Você também vai para o porta-malas. Entra no porta-mala ou o garoto… Já sabe“, ordenará o pedófilo.

Para tentar salvar o namorado, Leandro (Guilherme Leicam) se aproximará furtivamente e encostará sua arma nas costas de Lauro. Sem pensar nas consequências, o pervertido esfaqueará o ex-justiceiro, que acertará um tiro à queima-roupa.

Publicidade
Next post

El Camino – Filme de Breaking Bad teria final diferente do que veio ao público

Racismo, choro e demissão: funcionário da Record faz A Fazenda 11 virar caso de polícia