in

O motivo pelo qual Fear falhou miseravelmente

Fear The Walking Dead
Publicidade

Antes de sua estreia Fear The Walking Dead chamou a atenção dos fãs da série original por possivelmente tratar melhor do pré-apocalipse e do processo que cercou a derrocada do Governo como conhecemos. Pois bem, essa esperança logo foi exterminada com os primeiros episódios, com um viciado em drogas que simplesmente virou um zumbi após morrer.

Sem maiores explicações, a interpretação para o fato é que a humanidade já estava infectada naquela linha cronológica também, a diferença é que os primeiros infectados ainda não haviam morrido por causas “naturais” (antes do apocalipse). 

Publicidade

Logo depois a série até mostra um local para refugiados onde o exército americano tomava conta, mas esse local logo foi abandonado pelo Governo e então fomos apresentados a um contexto exatamente igual a de The Walking Dead, com uma diferença: os personagens. 

Diferentemente de The Walking Dead, os personagens aqui (pelo menos para mim) são extremamente sem graça, sem sal mesmo. É difícil se apegar a algum deles e torcer por eles, talvez os menos piores no início fossem Nick Clark, por sua luta contra as drogas mesmo antes do apocalipse, e Daniel Salazar, pelo seu estilo mais misterioso e direto. 

Publicidade

E não foi apenas o público que percebeu o fraco nível dos personagens, os próprios produtores também, não a toa hoje, na quinta temporada, apenas dois personagens principais do início permanecem na série. Alicia Clark que passou por uma ótima evolução de personagem (um dos maiores méritos da série) e Daniel Salazar, que como já disse, era um bom personagem desde o início. 

Assim, com a morte de tantos personagens a série precisou “recrutar” novos para sobreviver, introduziu assim ainda antes da morte de alguns principais, quatro novos, além de dois “importados” de The Walking Dead, Morgan e Dwight. 

Ainda assim a série continua com enormes dificuldades para trazer o público para perto dos personagens, fato que justifica um pouco os índices baixos de audiência e uma nota bem mediana em sites de qualificação de séries, como o IMDB, onde Fear possui apenas 6.9. 

Com personagens pouco atrativos, roteiro que no fim não foge muito do já visto na série principal e outro spin-off da série começando, Fear The Walking Dead não parece ter um futuro muito longínquo, na verdade sobrevive até os dias de hoje muito pelo nome The Walking Dead. 

É uma série que pode-se dizer fracassada em seu objetivo inicial, e sinceramente serve apenas como um “passatempo” para fãs de filmes e séries de zumbi.

Publicidade
Avatar

Escrito por Mari

Alguém que curte escrever sobre entretenimento e diversidades.

Next post

Filho de Gugu, João Augusto mostra traquejo diante das câmeras

Sasha faz missão na África e Xuxa se derrete pelas redes sociais