in

Agora hétero, Ronaldo Ésper diz que ‘era gay’ por causa de maldição lançada por familiar

Publicidade

Na Igreja Universal e desde 2017 dizendo serex-gay”, o estilista Ronaldo Ésper comentou sobre seu abandono da vida homossexual. As revelações foram feitas para o programa Pânico, na Jovem Pan.

Ronaldo Ésper revela que foi amaldiçoado por tia e revela nova vida

Ele explicou que sua fé atual traz várias explicações. Segundo ele, a igreja do bispo Edir Macedo considera como uma maldição hereditária, em relação ao questionamento de pessoas nascerem gays.

Publicidade
Publicidade

Ronaldo declarou que foi amaldiçoado pela própria tia, onde foi incluído durante a vida inteira na comunidade LGBT. “Você pode ser amaldiçoado por alguém. Eu fui amaldiçoado por uma tia minha quando eu era criança. Estava me afogando”.

“Cientificamente, não se sabe direito como isso vem. Tudo é controlável, você querendo, você deixa. Eu passei a vida toda homossexual e eu não gostava”.
Ele ainda contou que quando entrou no templo escutou as palavras religiosas e descobriu que precisava se abster da homossexualidade.

Leo Dias se revolta com renegação de Ronaldo Ésper a homossexualidade

O jornalista Leo Dias não gostou nada do comentário do estilista Ronaldo Ésper, em entrevista a Jovem Pan, onde contou sobre sua “libertação” da homossexualidade. O membro do Fofocalizando disparou, falando indiretamente sobre o caso: “Maldição é a existência desse ser que fala essas baboseiras no ar”.

O climão abriu espaço para comentário dos demais apresentadores. Leo disse que Ronaldo não deveria ter espaço na mídia. Mama Bruschetta foi em direção contraria a opinião do colega e defendeu Ésper, dizendo que “a sexualidade de cada pessoa é definida e se aflora mais tarde”. Décio Piccinini também entrou no assunto e disse que o estilista só comentou sobre isso para ganhar visibilidade na mídia.

Publicidade
Avatar

Escrito por Thiago Santana

É redator do Grupo i7 Network, estudante de jornalismo e chocolatra.

Next post

Pabllo Vittar diz estar ‘encalhada’ e fala sobre deixar o boy mexer em seu celular

Processo movido por Fernanda Lima pode levar Eduardo Costa à prisão