in

Luto: morre jornalista brasileiro no Rio de Janeiro, aos 71 anos

Publicidade

Em meio a tantas perdas de profissionais famosos no ano de 2019, o Brasil acaba de perder mais um conhecido jornalista, desta vez do Rio de Janeiro. Ele faleceu na tarde deste domingo (15/12), causando tristeza no cenário televisivo.

Trata-se do famoso Nelson Hoineff, que tinha 71 anos de idade. A informação do falecimento foi fornecida por familiares do profissional, que escreveram sobre o assunto através das redes sociais, mas não deram muitos detalhes.

Até o momento, não foi divulgado ao certo o que teria provocado a morte do jornalista, mas algumas pessoas próximas afirmaram que ele sofria de diabetes. O sepultamento está marcado para acontecer na próxima segunda-feira (15/12).

Publicidade
Publicidade

A trajetória do jornalista

Nelson ficou conhecido por criar o programa jornalístico Documento Especial, que foi exibido pela primeira vez através da TV Manchete, onde passou a ser chefe do Departamento de Jornalismo. A atração chegou a ser transmitida também pela Bandeirantes e pelo SBT, fazendo sucesso em cada exibição.

Nos anos 60, Nelson foi jornalista do impresso O Tempo. Ele também foi diretor e produtor de televisão, tendo feito diversos documentários importantes no Brasil. Nos anos 80, o artista fez parte da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, da qual foi um dos criadores.

Nelson também criou o longa O Homem Pode Voar, que contava a história de Santos Dummont. O vice-recidente da ACC-RJ lamentou a perda do profissional: “Era um personagem divertidíssimo de filme. Uma figura que todos os dias gerava um roteiro com as historias incríveis que ele contava. Tudo se transformava num enredo, muitas vezes divertido, muito cinematográfico“, disse.

Publicidade
Avatar

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.

Next post

Horóscopo do Dia: tudo que os astros revelam para todos os signos nesta segunda (16)

Rambo: Até o Fim esgota a história do soldado e a paciência de quem assiste