in

Famoso jornalista da Rede Globo pede demissão depois de 23 anos de trabalhos

Reprodução/Rede Globo
Publicidade

Rodrigo Alvarez, correspondente da Rede Globo na Europa, pediu demissão da emissora carioca nesta terça-feira (17). Ele era um dos veteranos do jornalismo do canal, e representa uma baixa significativa, após 23 anos prestando seus trabalhos. Atualmente, o repórter está com 45 anos.

Em uma nota assinada por Ali Kamel, diretor de jornalismo da Rede Globo, a pausa de Rodrigo Alvarez é atribuída a um período de pausa na carreira, sobretudo por conta da vida de escritor na qual se consolidou. Lamentando a decisão do agora ex-colega, o diretor da emissora carioca disse respeitar a convicção pessoal do jornalista.

Ainda na nota, Ali Kamel afirma que havia notado sinais de falta de entusiasmo no colega, sobretudo nas entradas ao vivo. Além disso, os dois teriam conversado pessoalmente sobre a situação, após uma visita de Rodrigo Alvarez ao Brasil: “O dia a dia, com múltiplas entradas ao vivo, não lhe dava mais o mesmo prazer que antes”, afirmou.

Publicidade
Publicidade

Coberturas históricas

O primeiro trabalho de Rodrigo Alvarez como correspondente internacional da Rede Globo veio nos anos de 2006 a 2010. Em seguida, acabou retornando para o Brasil, sendo posteriormente enviado para Jerusalém. No Oriente Médio cobriu a Guerra de Gaza e a fuga dos milhões de refugiados por causa dos conflitos armados na região. Em 2016, mudou sua base para Berlim e, em 2018, para a França.

Despedida

Na noite desta terça-feira (17) os telespectadores do Jornal Nacional irão acompanhar a despedida de Rodrigo Alvarez. Ele fará uma participação com uma reportagem a respeito das eleições que ocorrem no Reino Unido.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Rapper MC Mineiro tira a própria vida em live com os fãs no Instagram

Geraldo Luís pede chance a Bruna Marquezine e promete tratá-la diferente de Neymar