in

De Gugu a Chico Anysio: viúvas que recorreram à Justiça pela herança

Reprodução/Hugo Gloss
Publicidade

A morte do apresentador Gugu Liberato pegou a todos de surpresa, o animador que fez história no SBT, estava na Record desde 2009.

Um mês após o acidente que levou à sua morte, Gugu viu sua fortuna se tornar motivo de briga na Justiça.

E não foi somente Rose Miriam di Matteo que fez isso, existem outros casos onde viúvas precisaram abrir processos judiciais para garantir algum dinheiro após a morte dos seus maridos.

Publicidade
Publicidade

O caso Rose Miriam e Gugu

A companheira de Gugu, Rose Miriam, nunca foi casada com o jornalista ex-SBT e não foi citada no testamento.

E, mesmo tendo dado a luz aos três filhos de Gugu: João, Marina e Sofia, ela não foi reconhecida como herdeira e terá que lutar com irmãos e sobrinhos do apresentador para receber alguma parte do dinheiro.

Marcos Paulo e Antonia Fontenelle

Um processo judicial dos mais barulhentos foi o de Antonia Fontenelle em busca do reconhecimento conjugal com Marcos Paulo. 

Ela, que já teve a solicitação concedida, não teve acesso ao dinheiro porque as filhas do ator recorreram da decisão judicial. 

Mesmo Marcos Paulo tendo deixado um bilhete onde direcionava 60% de seus bens para Antônia, o papel não teve fé jurídica e não foi suficiente para a concessão da herança.

Chico Anysio e Malga Di Paula

Desde 2012 corre em juízo o caso envolvendo a herança do humorista Chico Anysio. Ele deixou seus bens para sete dos seus oito filhos e para a ex-mulher.

Porém, existiram imbróglios onde a Justiça precisou ser envolvida pois existem obras, personagens e um apartamento avaliado em R$ 5 milhões.

Publicidade
Avatar

Escrito por I Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.

Next post

Maisa e Anitta mostram coincidências: ‘muito em comum’

Galvão Bueno fará transmissão ao vivo de Flamengo x Liverpool pela 2ª vez na história