in

Demitida da Globo, Izabella Camargo dá a volta por cima e entra para equipe de Bolsonaro

Globo

Nesta segunda-feira (31), o colunista Flávio Ricco pegou todos com uma notícia de surpresa. Em seu blog no portal UOL, ele anunciou que Izabella Camargo fará parte do governo de Bolsonaro.

A jornalista Izabella Camargo foi convidada para atuar no próximo governo do presidente Jair Bolsonaro. Ela estará na equipe de Marcos Pontes, famoso astronauta brasileiro, que está a frente da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação. 

Antes de aceitar a nova empreitada, a jornalista fazia parte da equipe da Rede Globo de televisão, mas acabou sendo demitida depois de mais de 6 anos de serviços prestados na casa. 

Quando soube da notícia, de que estava sendo demitida, a jornalista se mostrou indignada, pois sua demissão veio bem na época que ela estava tratando uma de sua doença Síndrome de Burnout, uma séria doença causada por alto nível de estresse e contava com licença médica. 

Izabella desabafa sobre sua demissão da Globo

Em sua redes sociais ela chegou a fazer um vídeo, onde fez um grande desabafo em torno da doença. Logo no início ela diz: “Há um mês eu comecei um novo ciclo de vida. Exatamente no dia 29 de outubro eu voltei de uma licença médica que durou 2 meses e 15 dias e fui desligada da empresa em que eu trabalhava. Porém, eu lembrei q temos vários recomeços na vida”. Em seguida a jornalista diz que tudo tem um começo, meio e fim, e que isso faz parte da vida.

Izabella pede para as pessoas serem mais positivas

Izabella disse que as pessoas sempre podem pensar no que tem a ganhar, nas oportunidades que virão em suas vidas pela frente, pois elas estão ali e não se pode perder tempo pensando no que vão perder.

Avatar

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Next post

Atriz iniciante ganha chance na Globo e sai de Malhação direto para novela das seis

Marido de Ana Hickmann gera polêmica ao usar posse de Bolsonaro para atacar petistas