in

Quinta e última temporada de Gotham promete grandes emoções

DC Warner

Em um ano marcado por grandes despedidas nas séries americanas (The Big Bang Theory e Game of Thrones, por exemplo), causou certa tristeza aos fãs saber que Gotham estaria nessa lista. Contudo, parece o tipo de término programado e que faz sentido dentro de uma história a ser contada, pois desde o início a ideia era colocar as peças no tabuleiro daquele que viria a ser o palco fictício mais rico para as histórias em quadrinhos, e que merecidamente nomeia a série. Com Batman aparecendo em Titãs de forma insinuada e Bruce Wayne mencionado em Arrow, parece questão de tempo até Batman aparecer de vez.

O andamento

Gotham começou morno. Frio, alguns diriam. Mas aos poucos foi, de maneira sólida e paciente, sedimentando personagens e mitologias daqueles que seriam os grandes inimigos e aliados do Cavaleiro das Trevas. Algumas escolhas criativas de Bruno Heller chamaram atenção, como um Alfred australiano todo valentão, ou uma Barbara Gordon absolutamente fora da casinha. Mas no final tudo caminha para um sentido. Livre de The Mentalist, Heller achou o caminho.

E temporada após temporada, a série cresceu, assim como o pequeno Bruce Wayne, cada vez mais homem, a pontos do espectador enxergar o que seria uma sementinha de morcego brotando naquele menino rico de bom coração e saudoso dos pais. E essa evolução foi sendo combinada com elementos de grandes mini-series do Batman, como Terra de Ninguém e Ano Zero, que não por acaso é o nome do primeiro episódio da quinta temporada.

Aliás, bastou um trailer e dois episódios para ficar claro: a quinta temporada de Gotham será épica, trazendo a criação definitiva do Coringa de acordo com o filme de Tim Burton de 1988, além de Bane e Arlequina, que se juntam aos já fantásticos personagens magistralmente interpretados: Penguim, Charada, Jerome, Gordon, Bullock e Alfred. 

Na história

Prato cheio para os fãs, Gotham caminha para ser uma série que ficará marcada nos fãs de bons seriados, e mais, nos fãs dos quadrinhos. E fica a pergunta de todos que acompanham: será que Batman finalmente será visto? Seria uma ótima homenagem ver um Batman adulto de Christian Bale, até porque a série conversa abertamente com a trilogia dos cavaleiros das trevas de Nolan. Quem viver, verá.

Avatar

Escrito por Bene!

Um curioso acima de tudo. Amante das artes, busco viver sem rótulos e explorar o que a alma pede. Escrevo sobre o que gosto, amo, odeio, me faz pensar e me faz sentir. Espero que minhas ideias, palavras e ações sejam meu legado. Bem vindos e espero que gostem. Críticas, dúvidas e sugestões: falecomobene@gmail.com

Next post

Como Superar Um Fora é uma bela e universal comédia peruana da Netflix

BBB19: Danrley e Carolina são os queridinhos da web mesmo antes da estreia do reality