in

Creed tem em Michael B. Jordan a redenção e resgate da série Rocky

Universal

Creed: Nascido para Lutar é um filme que vem na esteira de grandes remakes, reboots e continuações, mas não decepciona nenhum fã do material original e ainda arremata novos entusiastas para a clássica franquia. 

Agora no papel de treinador, Sylvester Stallone parece extremamente confortável em uma atuação segura e carismática. Na verdade, isso lhe poupa de uma de suas maiores batalhas, que com riqueza cênica e dramática, o faz roubar a cena de um jovem ator muito promissor no papel do filho de Apolo Creed – Michael B. Jordan. O ator que fez parte do fracasso retumbante do também remake, Quarteto Fantástico, consegue mostrar todo seu potencial como Adonis Creed, se tornando merecidamente o novo rosto da série de luta. 

Um filme que mantém o “espiríto Underdog” que marcou a série Rocky – Um Lutador mas com um timming e direção mais modernos e corridos, que minimizam as falhas e potencializam a história, com uma interessante inversão de papéis para quem viu a franquia. Se Rocky, como jovem promissor desafiou o campeão Creed, e depois ao tomar seu lugar o teve no seu corner como treinador, agora é a vez de Rocky Balboa olhar para trás e assumir seu lugar no corner, ensinando tudo que aprendeu ao jovem desafiante e filho de seu antigo rival e amigo, Adonis Creed. 

Estando livre de alguns pesos mortos da história original, como Polly e Adrian, bem como de questões datadas como a Guerra Fria nos ringues, Creed: Nascido Para Lutar se torna um dos melhores filmes da série de Rocky Balboa, só perdendo para a trilogia original. 

Avatar

Escrito por Bene!

Um curioso acima de tudo. Amante das artes, busco viver sem rótulos e explorar o que a alma pede. Escrevo sobre o que gosto, amo, odeio, me faz pensar e me faz sentir. Espero que minhas ideias, palavras e ações sejam meu legado. Bem vindos e espero que gostem. Críticas, dúvidas e sugestões: falecomobene@gmail.com

Next post

Paula, Hariany ou Gustavo? Enquete BBB19 revela quem sai com alta rejeição

Sofrendo pela dor da perda, Ana Hickmann presta última homenagem ao pai e comove fãs