in

Após atitudes polêmicas no BBB, Pyong Lee passa a ser invetigado pela Polícia Civil

Uol
Publicidade

As atitudes polêmicas de Pyong Lee dentro da casa do Big Brother Brasil acabaram virarando caso de polícia. Os supostos casos de abusos que o youtuber teria cometido contra duas participantes do programa passaram a ser investigados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Um Boletim de Ocorrência foi registrada na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá. Na última festa do BBB20, Pyong tentou beijar Marcela e teria tentado passar a mão em Flayslane

Publicidade

As sisters foram convocadas para prestar esclarecimentos sobre o caso no confessionário, mas não se queixaram das atitudes do hipnólogo, que permanece dentro do programa. Porém, a produção teria dado uma bronca no participante. Com a permanêcia, a polícia irá aguardar os envolvidos saírem da casa para recolher os depoimentos.

A delegada responsável, 
Catarina Noble, pelo caso, revelou ao site UOL que a investigação foi instaurada devida à grande repercussão do caso nas redes sociais. “A punição por importunação sexual é adequado 1 a 5 anos”, revela a delegada.

Publicidade

Limpa no Instagram

Não é só com a polícia que Pyong Lee pode estar seriamente encrencado. Sua esposa, Sammy, deletou todas as postagens em que aparecia, apoiando o marido do Instagram. Grávida de noves meses do primeiro filho do casal, a influencer passou a ignorar a participação do companheiro no reality, limitando-se apenas a comentar sobre a chegada do pequeno Jake em seus stories. Mas, se comprometeu a falar sobre o assunto em um momento mais oportuno.

Publicidade
Next post

Neto da rainha Elizabeth anuncia divórcio, mas motivo não é revelado

Henrique e Juliano são condenados na Justiça após acidente que matou funcionário em show