in

Bruna Marquezine anuncia resultado de exame para coronavírus; sintomas persistem há um mês

Instagram/Bruna Marquezine
Publicidade

Após um primeiro exame para o coronavírus ter atestado negativo, a atriz Bruna Marquezine decidiu fazer uma contraprova. Ela reclamou para os seus fãs nas redes sociais que está com sintomas gripais há pelo menos um mês, levantando as suspeitas de que poderia estar contaminada pelo agente infeccioso. A situação despertou preocupação em seus seguidores, que ficaram ansiosos com o resultado.

Publicidade

Bruna Marquezine testa negativo para o coronavírus

Em uma live feita em seu perfil no Instagram na noite desta sexta-feira (20), Bruna Marquezine informou que o resultado de sua contra-prova havia testado negativo para o coronavírus, tranquilizando o seu público.

Publicidade

“Agora está tudo bem, mas eu estava gripada, fiquei quase um mês gripada. Ele (o médico) me ligou e disse: ‘Olha, o mesmo resultado do primeiro. Não foi dessa vez que você conseguiu pegar o coronavírus. Você tentou, você foi atrás dele, mas você não conseguiu”, disse a ex-atriz da Globo para os seus seguidores.

Bruna Marquezine está em quarentena

Usando de sua enorme influência nas mídias sociais, Bruna Marquezine está aproveitando desta ferramenta para dar instruções ao seu público dos cuidados necessários para a prevenção do coronavírus. Ela chegou a pedir um isolamento social em forma de quarentena pelo prazo mínimo de duas semanas.

Publicidade

Na sequência, a famosa chegou a lamentar o expressivo aumento da contaminação em nosso país, demonstrando preocupação com o futuro do Brasil. Até o fechamento desta matéria no início da tarde de sábado (21), 998 casos já haviam sido confirmados pelas autoridades governamentais.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Idosa e com câncer, Ana Maria Braga revela drama com o coronavírus

Senador com coronavírus que esteve na CNN pode ter contaminado todo mundo