in

Mendigo do Pânico promove Covid-Party, usa Bolsonaro como exemplo, mas tudo termina mal

Record TV / Montagem
Publicidade

Mendigo do Pânico promove festa em plena quarentena e se defende usando Bolsonaro como exemplo. Nesta sexta-feira, 1 de maio, Carlinhos da Silva, mais conhecido como o Mendigo do Pânico, decidiu fazer uma festa em plena quarentena. A festa, denominada de Covid-Party ocorreu em um barco, que estava no Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro já está em quarentena há mais de 40 dias. No entanto, para Mendigo do Pânico a culpada da pandemia é a mídia, que faz com que o assunto se torne um inferno. Ele também usou o presidente do Brasil como exemplo, argumentando que o político incentivava as pessoas a voltarem à normalidade. 

Em outro momento, Carlinhos ainda se defendeu por não estar usando a máscara. No Rio de Janeiro, em alguns municípios, a falta de uso do utensílio pode gerar até multa. 

Publicidade
Publicidade

“Deixem as pessoas viverem do jeito que elas querem viver. Liberdade é isso: eu querer usar a minha máscara ou não. Não é obrigatório, é recomendado! Qual o problema de eu ficar sem máscara com um monte de gente que não tem o vírus”, disse o ex-Mendigo do Pânico na TV.

A diversão do humorista, no entanto, terminou mal para ele. Diversos internautas fizeram críticas ao ex-mendigo do Pânico na TV. ” Você tá aí chateado sem saber como vai pagar suas contas, respeitando isolamento, mas tem gente que tá pouco se importando pro coletivo. Sr Carlinhos”, disse uma seguidora do famoso, fazendo questão de expôr várias fotos em que ele, através dos stories do Instagram divulgava imagens da festinha feita de barco no Rio de Janeiro e que agora é motivo de discórdia através da internet. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

A filha da ex-Paquita Andrea Sorvetão é uma das jovens mais belas do Brasil

O salário de Babu Santana como ator é de partir o coração