in

Drauzio Varella x Regina Duarte: a surpreendente polêmica da vez

Natelinha
Publicidade

Drauzio Varella é acusado de atacar Regina Duarte, mas equipe diz que perfil é falso. A atriz Regina Duarte virou o centro das atenções no mundo dos famosos. Secretária de Cultura do governo de Jair Bolsonaro, a eterna “namoradinha do Brasil”, mesmo sem querer, acabou entrando em uma polêmica com o médico Drauzio Varella. 

Tudo começou quando Regina fez um post em sua página no Instagram. Um perfil utilizando o nome do médico Drauzio Varella questionou a atriz e disse que estava muito frustado com ela a frente da Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro. É o que mostra uma matéria publicada nesta segunda-feira, 11 de maio, pelo site Natelinha. 

“Sempre te admirei como pessoa, mas como sempre a vida nos ensina… A Regina que eu conhecia infelizmente parece não existir mais… A Regina que fez tantos trabalhos excelentes, que deixou sua marca por anos na televisão, conseguiu ESTRAGAR tudo”, escreveu o perfil, que utilizou o nome do médico para fazer críticas a um dos maiores nomes da telinha. 

Publicidade
Publicidade

A equipe de Drauzio Varella negou que ele tenha escrito qualquer crítica. A equipe do médico sinalizou na internet que o famoso só usa um perfil na internet. 

Vale lembrar que Regina foi alvo de diversas críticas por famosos na internet por conta da entrevista que deu à CNN Brasil, que foi considerada desastrosa. Um manifesto foi assinado por mais de 500 artistas, que criticaram, por exemplo, as falas da atriz sobre a ditadura militar. Duarte foi acusada de minimizar as mortes desse período, que é considerado sombrio por parte dos artistas.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Avatar

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Totalmente Demais: Eliza engana Arthur para que ele não flagre Jonatas em sua casa

Namorado de Gugu dá primeira entrevista e não poupa ninguém