in

Na Globo, Ana Paula Araújo expõe grave problema do governo de Bolsonaro

Reprodução Globo
Publicidade

A Rede Globo exibiu reportagem de cerca de quatro minutos, nesta terça-feira (19), dentro do Bom Dia Brasil, que abordou a dificuldade do governo brasileiro, comando por Jair Bolsonaro (sem partido), de comprar respiradores para tratar pacientes infectados com o novo coronavírus. O respirador é essencial para os pacientes que apresentam os casos mais graves da doença.

Até o momento, o Brasil registra mais de 16 mil mortes em decorrência da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. O número aumenta a cada dia e os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de muitas cidades estão chegando à capacidade máxima de ocupação.

Publicidade

Globo mostra dificuldade do governo federal

A apresentadora Ana Paula Araújo chamou Juliana Morrone, ao vivo de Brasília, e em seguida a reportagem entrou no ar e mostrou que o governo, através de secretários do Ministério da Saúde, confirmou que há dificuldade para comprar respiradores.

Publicidade

O governo federal havia prometido 2,6 mil respiradores para os estados, mas entregou até agora cerca de 800. Este número representa um terço dos equipamentos. Os respiradores foram entregues ao Sistema Único de Saúde (SUS) de 14 estados.

Publicidade

Globo tem feito cobertura ampla sobre coronavírus

Desde que a pandemia do coronavírus começou, a Rede Globo tem feito uma cobertura ampla. A emissora até a mudou a programação das manhãs e passou a exibir o Combate ao Coronavírus logo depois do Bom Dia Brasil. O Se Joga, que era exibido durante a tarde, também foi retirado do ar e a emissora esticou o Jornal Hoje. Todos os dias, a Globo dedica boas horas para informar sobre a pandemia.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Novela Totalmente Demais: Eliza volta para os braços de Jonatas, mas não poderá engravidar

Antes de Jornal Hoje ir ao ar, Maju Coutinho recebe duas críticas