in

Mãe de Anitta muda para o subúrbio e Leo Dias diz que cantora pratica o ‘candomblé do mal’

BHAZ/Divulgação
Publicidade

Uma grande discussão tomou conta das redes sociais envolvendo o clunista Leo Dias e a cantora Anitta. Ele havia publicado uma reportagem apontando que a mão da funkeira foi morar em Honório Gurgel, subúrbio do Rio de Janeiro. Ela, em contrapartida, disse que a matriarca estava morando em um apartamento de frente para a paria.

Leo Dias passou a ser alvo de comentários negativos de fãs da cantora, mas novas declarações de Anitta viraram o jogo. Ela voltou atrás, negando que a mãe estava morando na região nobre do Rio de Janeiro. A matriarca abandonou a mansão da cantora na Barra da Tijuca por não concordar com os comportamentos íntimos da filha.

Publicidade

Leo Dias diz que Anitta é personagem

Ao investigar a fundo a vida da funkeira durante todos estes anos, Leo Dias diz ter encontrado a verdadeira face da cantora, a qual não é nada agradável. Além disso, aquilo que é exposto para o público seria uma espécie de máscara, uma “personagem”, como a define.

Publicidade

“Agora, vocês fãs da Anitta, continuem acreditando nesse personagem. É melhor para a vida de vocês, acreditar nesse personagem, porque o personagem que eu descobri não é nada agradável. Eu nunca mais vou falar da Anitta”, disparou o jornalista.

Publicidade

Acusações de ‘candomblé do mal’

Em outro trecho de suas declarações, o colunista disse que Anitta, praticante do candomblé, usa a religião para fazer o mal. Leo Dias se precaveu, dizendo ser muito respeitoso aos praticantes desta religião, desde que o façam para o bem.

O comentário não foi muito bem recepcionado por parte dos internautas nas redes sociais. Algumas pessoas disseram que Leo Dias reforçou o esteriótipo negativo das religiões de matriz africana, o que seria algo desrespeitoso.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Bonner expõe fraude no pagamento do auxílio emergencial e critica governo

Vinícius Bonemer, acusado de receber R$ 600 do auxílio emergencial, protagonizou grave acidente em 2017