in

Tomando antidepressivos e muito triste: como vive hoje Carlos Alberto de Nóbrega

SBT
Publicidade

O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega é um dos nomes mais conhecidos do país. Ele comanda o humorístico A Praça é Nossa e, em entrevista recente, contou como está a sua vida diante do período de quarentena. O artista revelou, inclusive, que está tomando antidepressivos todas as vezes que ficava triste. 

Carlos Alberto de Nóbrega confessa uso de antidepressivos durante a quarentena

Atualmente, Nóbrega tem 84 anos de idade. O ator e comunicador revelou que não aguenta mais ficar em casa e voltar a gravar o programa foi um alívio. Nesta quinta-feira, 9 de julho, Carlos Alberto voltou a reaparecer no telinha. Ele surgiu no banco que tem em frente à sua casa, em um condomínio da grande São Paulo. O banco é de um dos cenários reais de A Praça é Nossa e agora tem servido como cenário para o comediante. 

Inicialmente, a ideia era colocar um banco mais extenso e separar Carlos Alberto dos comediantes por uma folha de acrílico, mas por conta do positivo de coronavírus de Eliana esses planos acabaram sendo modificados. Com isso, Carlos grava dois programas a cada gravação e chama comerciais e alguns quadros importantes do programa. 

Publicidade
Publicidade

A ideia, segundo o apresentador, é fazer o chamado “arroz com feijão”, mas de forma bem feito. Carlos contou que ficou triste na quarentena também por conta dos atores de A Praça é Nossa, que recebem por cachê. 

“É uma coisa muito triste. Fiquei mal, tive que tomar uns remédios, uns antidepressivos para não entrar em uma depressão, porque me deu muita tristeza. A maioria da Praça é sem contrato. Essa turma está sem trabalhar, e isso me dói”, lamentou o humorista ao falar sobre o tema, que assola o Brasil. 

Publicidade
Avatar

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Repórter fica com voz embargada durante notícia e deixa Maju Coutinho perturbada ao vivo

Ex-BBB’s aparecem em lista de beneficiários do Auxílio emergencial e se explicam