in

Resumo A Escrava Isaura (23/07): com fortes dores, Branca se recusa a chamar um médico

RecordTV
Publicidade

No capítulo de A Escrava Isaura, na tela da RecordTV, nesta quinta-feira (23), Branca sente fortes dores, mas se recusa a ver um médico.

Ainda no mesmo capítulo, em seu depoimento, Rosa se contradiz, fazendo com que o Comandante e o Sargento estranhem a história contada por ela. Isaura se lamenta com Malvina, pois será condenada por algo que não fez.

Flor vai à delegacia para ver o Sargento de Milícias. Ao ficar diante de Henrique, a prostituta exige que seu amado o coloque atrás das grades. Tomásia e Miguel vão ao local do crime para ver se conseguem encontrar alguma coisa.

Publicidade

André e Rosa passam por interrogatório, em A Escrava Isaura

Bernardo resolve levar os quilombolas para trabalhar. João e Joaquina pressionam Belchior, querendo que ele diga a verdade sobre a morte de Leôncio, porém, eles conseguem deixá-lo mais nervoso ainda. Mais calmo, o jardineiro garante que não tem nada a ver com a morte de Leôncio.

Vendo a reação de Belchior, João tem certeza que ele sabe de alguma coisa sobre a morte de Leôncio. André e Rosa são interrogados pelo Comandante Santana. Miguel desconfia que Belchior possa estar sendo ameaçado pelo verdadeiro assassino.

Estela quer chamar Diogo, mas Branca não deixa

Geraldo questiona Malvina sobre a morte de Leôncio. Branca começa a sentir fortes dores em sua barriga, mas não deixa Estela chamar Diogo. Rosa afirma que não quer mais saber de Isaura, acreditando que sua carta de alforria nunca será dada.

Gabriel confessa para sua mãe que é muito atraído pela mãe de Álvaro, que sente o mesmo por ele também. Álvaro desconfia de André.

Publicidade
Publicidade
Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.