in

Live de pagodeiros é interrompida por tiroteio e invasão da polícia: ‘Corre, corre’

Extra
Publicidade

Tensão ao vivo. Uma live de pagode do grupo Aglomerou foi interrompida pela Polícia Civil da cidade de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Na transmissão foi possível ouvir tiros e desespero dos músicos. “Corre, corre’, diz um dos músicos do grupo de pagode deixando o cenário da transmissão, que era mostrada em tempo real para o país. 

Transmissão ao vivo do grupo Aglomerou é interrompida às pressas por operação policial

A polícia teria invadido o local acreditando que ali acontecia uma festa clandestina. No vídeo da live foi possível ver, por exemplo, os agentes levantando a camisa de produtores, afim de que eles provassem que não estavam armados. 

O show foi interrompido assim que o grupo Aglomerou percebeu que estava sendo alvo de uma operação policial. Os músicos saíram se abaixando em frente às câmeras e o público ficou sem entender o que estava ocorrendo. Um agente da polícia com um fuzil na mão chegou a passar entre os integrantes do grupo de pagode, que ainda tentavam deixar o local. 

Publicidade
Publicidade

O vocalista do grupo Aglomerou, João Victor Costa, contou que a abordaram foi tensa e que o som da música pode ter atrapalhado os policiais. Isso porque os agentes receberam a denúncia de que haveria uma festa irregular na região, mas esta estaria ocorrendo em outra residência. 

“Tudo ocorreu em menos de um minuto. Eles ouviram a música ao vivo, viram a porta aberta e acharam que estavam na casa certa porque estavam procurando um local com uma festa. Durou tudo menos de um minuto e assim que eles perceberam o erro foram pela orla em direção a casa certa”, disse o cantor. 

Publicidade
Avatar

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Resumo Cúmplices de Um Resgate (27/07): Alicia conta para Neusa que Omar roubou

Resumo O Clone (Viva) 27/07: Mel resolve assaltar mansão de sua família com Nando e Regininha