in

Resumo Quando Me Apaixono (28/07): Rafael morre ao ser operado por Álvaro

SBT
Publicidade

No capítulo de Quando Me Apaixono, na tela do SBT, nesta terça-feira, 28 de julho, Álvaro opera Rafael, mas não consegue salvá-lo.

Ainda neste capítulo, Rafael agoniza no chão de seu quarto, esperando que o médico chegue quanto antes para salvar sua vida. Quando Dr. Álvaro chega para saber o que está acontecendo, encontra Rafael em estado gravíssimo.

Diante da impossibilidade de levar o rapaz para o povoado, o médico resolve realizar a operação dele ali mesmo. Roberta fica espiando Renata, pois está sabendo do encontro que ela tem com Rafael. Jerônimo tenta falar com seu irmão, mas nem imagina o que esteja acontecendo com ele.

Publicidade
Publicidade

Josefina liga para Renata com a intenção de sondar sobre Rafael

Josefina, impaciente, entra em contato com Renata para saber o que aconteceu com Rafael. Renata diz que ele não apareceu para jantar como eles haviam combinado, mas também não entrou em contato para se justificar pela ausência.

O médico consegue retirar a bala de Rafael, mas percebe que ele perdeu muito sangue. O rapaz não consegue resistir, morrendo na mesma hora. Augusto pede para o médico dispensar a autópsia do cadáver, pois sabe que ele estava bêbado na hora em que operou o rapaz.

Josefina se contenta com morte de Rafael

Matilda encontra uma carta e avisa que Rafael foi assassinado. Augusto exige que ela entregue a carta as mãos de Jerônimo. Josefina não consegue esconder sua satisfação ao saber que Jerônimo não conseguiu sobreviver.

Assim que retorna para a fazenda, Jerônimo recebe a notícia que seu irmão está morto, mas ninguém sabe o que aconteceu.

Publicidade
Avatar

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Next post

Filho de ator pronuncia as primeiras palavras; seu pai morreu em decorrência da Covid-19

Novela Amor de Mãe pode perder atores em retomada e personagens devem ficar sem fim