in

Evaristo Costa apresenta série que conta a história da música sertaneja no Brasil

CNN
Publicidade

No próximo domingo, dia 20/09, às 19h15, o programa “CNN Séries Originais”, comandado por Evaristo Costa, inicia a exibição da nova série: “Sertanejo: A Trilha do Brasil”.

Dividida em quatro episódios, a série vai contar, através de em uma linha do tempo, a trajetória do gênero musical que surgiu em 1929. O conteúdo revela histórias desde o primeiro ‘modão’ gravado até os dias de hoje – com milhões de discos vendidos, mania entre os usuários das plataformas de streaming, shows estratosféricos e lives de sucesso.

A equipe da CNN Brasil viajou pelo interior do Brasil para colher depoimentos exclusivos de Daniel, Fernando e Sorocaba, Naiara Azevedo, as irmãs Galvão, Gustavo Mioto, Felipe Araújo, Rionegro e Solimões, Paula Fernandes e Luciano.

Publicidade
Publicidade

O primeiro episódio, denominado “Raízes”, apresenta o surgimento do ritmo e revela histórias inéditas de Tonico e Tinoco, Milionário e José Rico e as Irmãs Galvão.

A equipe de reportagem da CNN Brasil conversou com o cantor Milionário, um dos nomes mais famosos da música sertaneja do Brasil. “Eu acho que o sertanejo é uma música, um jeito de cantar que veio para ficar e que ficou até hoje. Todo mundo que fala em música, lembra do sertanejo”, conta. Em 43 anos de carreira, Milionário e José Rico, apelidados como “As Gargantas de Ouro do Brasil”, gravaram 29 discos e venderam 35 milhões de cópias. Com a morte de José Rico em 2015, Milionário quase desistiu da música. “Em 2015 nós perdemos o Zé Rico. Fizemos o último show na cidade de Osasco, em São Paulo, num domingo. No corredor do camarim que ia para o estacionamento, quando ele foi descer a escada, ele deu uma olhada para trás para mim. Despediu de mim ali”, conta. A nova série da CNN revela ainda quais são os planos de Milionário para o futuro e mostra onde ele vive, aos 80 anos, ao lado da família.

A origem da música sertaneja também é contada através dos relatos de Zeka Perez, filho de Tinoco e sobrinho de Tonico. “Quando o meu pai morreu, em 2012, eu prometi para ele que de qualquer forma eu estaria falando dele todo dia”, revela.

Foram 64 anos de carreira e mais de mil músicas gravadas por Tonico e Tinoco, considerada a dupla mais importante da história da música brasileira e a de maior referência para várias gerações. A CNN foi até o museu da dupla, no interior de São Paulo, para relembrar os principais momentos dos cantores que realizaram cerca de 40 mil apresentações em toda a carreira.

A equipe do “CNN Séries Originais” também conversou com as irmãs Galvão, que ainda cantam juntas. “Se nós conseguimos chegar a 73 anos de carreira é porque nós fizemos bem feito. Nós fizemos com muito respeito. Primeiro à música sertaneja, que era vista como coisa da roça”.

No interior de Goiás, Estado conhecido por ser uma ‘fábrica de sertanejos’ os repórteres da CNN foram atrás de quem ainda vive no campo e mantém a tradição de escutar o gênero musical no radinho, enquanto cuida dos animais e se dizem “frutos do sertanejo raiz”.

O primeiro episódio da série “Sertanejo: A Trilha do Brasil” vai ao ar neste domingo, dia 20, às 19h15.

Publicidade
Avatar

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.

Next post