in

Gilberto Barros é denunciado ao MP após fala homofóbica em entrevista a Sônia Abrão: ‘apanham os dois’

Record TV
Publicidade

Gilberto Barros está sendo duramente criticado nas redes sociais após uma fala homofóbica durante entrevista à Sônia Abrão. De acordo com o site UOL, Gilberto disse à apresentadora que agrediria dois homens que se beijassem na sua frente. O apresentador narrou um período de sua vida em que presenciava casais homossexuais namorando perto do local onde morava.

Após a polêmica fala, Gilberto Barros foi “cancelado” na web. O jornalista passou a receber ataques e acusações de homofobia. Desde a entrevista, o apresentador parou de publicar em seu perfil no Twitter. Na última quarta-feira (16), apresentou seus programas no Youtube e Facebook, mas não comentou o caso.

Ainda segundo o site UOL, o apresentador foi denunciado ao Ministério Público de São Paulo por homofobia. A denúncia foi feita pelo jornalista William de Lucca, ativista nas causas LGBT. O jornalista afirmou que tal comportamento seria inadmissível, e que a imprensa jamais deveria incentivar qualquer tipo de violência contra a comunidade LGBT.

Publicidade
Publicidade

Na fala negativa que repercutiu na web, Gilberto Barros descreveu sua reação caso visse dois homens se beijando. “Não tenho nada contra, mas eu sou gente. Naquela época ainda, chegando do interior. Hoje em dia, se quiser fazer na minha frente, faz. Apanham os dois, mas faz”, criticou o apresentador.

Após tomar conhecimento da denúncia, Gilberto falou indiretamente sobre o assunto em seu programa no Youtube. Sem entrar em detalhes, o jornalista pediu o apoio dos fãs e falou sobre policiamento e perseguição. Gilberto pediu para que todos aqueles que admiram seu trabalho estejam do seu lado.