in

Flor do Caribe: ao levar nova sambada, Dionísio acaba se tornando Marquês de Sapucaí

TV Globo
Publicidade

Dionísio irá levar vários ‘sambas na cara’ na trama das seis. O avô de Alberto irá ser obrigado a engolir uma malcriação de Samuca na novela de Walter Negrão. A criança irá se recusar a tirar o boné que ganhou de Cassiano, durante o café da manhã.

A essa altura do folhetim, o idoso já terá ouvido algumas verdades de Quirino por ter proibido o bisneto de brincar com William, pelo fato de ser negro. Ester ainda dará uma bordoada no ricaço por causa dos seus preconceitos, e ele a chamará de ‘caboclinha atrevida’.

Dessa vez, o nazista irá se intrometer em uma discussão entre Alberto com Samuca. O empresário não irá esconder o ciúme ao ver que o menino está usando um boné que tem o desenho de um avião. O herdeiro dos Albuquerque ordenará que antes dele se sentar, precisa tirar o boné da cabeça.

Publicidade
Publicidade

O estudante dirá que vai comer de boné, afinal, foi um presente que ele ganhou de um amigo da sua mãe. Sem paciência, o ancião debochará da fala do menino. As cenas estão previstas para ir ao ar no próximo dia 3.

O vilão dirá que não está pedindo, caso ele queira tomar café da manhã com a família, precisa tirar o acessório da cabeça. Segundo ele, é falta de educação sentar de chapéu á mesa.
Confuso, Samuca explicará que já viu o seu avô materno usando um chapéu na hora da refeição. 

Tentando colocar panos quentes na situação, a personagem de Grazi Massafera dirá que se trata de um quipá, e a situação é diferente, mas a loira não terá êxito. Dionísio gritará para ele não discutir e tirar o boné da cabeça.

Para a surpresa do idoso, o neto de Lindaura responderá que não vai tirar o acessório. O terrorista será humilhado na frente dos empregados e irá para o seu escritório.