in

Crise sem fim no SBT: Silvio Santos demite equipe do humorístico A Praça é Nossa

SBT/Reprodução
Publicidade

O SBT, uma das maiores emissoras do país, continua a amargar os efeitos negativos provocados pela crise financeira. Vários artistas e funcionários dos bastidores estão sendo demitidos e, ao que tudo indica, a medida deve continuar a ser aplicada no decorrer dos próximos dias.

A onda de demissões atinge agora o programa humorístico A Praça é Nossa. Alguns nomes internos ligados com a atração de Carlos Alberto de Nóbrega foram excluídos do quadro de funcionários da emissora de Silvio Santos. A atração é conhecida por dar espaço para muitos humoristas que iniciam suas carreiras artísticas. De acordo com informações do site TV História, até a produtora mais querida do apresentador Carlos Alberto de Nóbrega perdeu seu emprego.

Publicidade
Publicidade

O programa humorístico está com as gravações suspensas desde o mês de março, quando a pandemia provocada pelo coronavírus se instaurou com força em solo brasileiro. Desde então, muitos dos artistas e funcionários dos bastidores estão sem nenhuma atividade, o que contribuiu para a decisão de rompimento contratual.

Segundo consta na referida publicação, os funcionários desligados receberam a promessa de que serão contratados novamente no ano que vem, desde que a pandemia chegue ao fim e o programa volte para as telas do SBT. A grande dúvida está no fato desta informação ser realmente verídica ou mera desculpa para acalmar os ânimos diante da demissão em massa.

Circula nos corredores do SBT boatos de que, até o fim do ano de 2020, cerca de 500 funcionários serão demitidos da casa. Assim como a emissora de Silvio Santos, grande parte da televisão aberta do Brasil sofre efeitos negativos provocados pela crise instaurada.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post