in

Bial assume susto com torcida de Marcelo Dourado no BBB: ‘prenúncio de coisas que vieram’

Reprodução Globo
Publicidade

Pedro Bial participou do programa de Otaviano Costa no UOL e falou, claro, do Big Brother Brasil. Perguntado sobre qual foi a melhor edição do reality show que ele apresentou entre 2002 e 2016. Bial afirmou que o BBB5, com Jean Wyllys e Grazi Massafera, foi um fenômeno.

Ele também citou o BBB7 como extraordinário. O BBB7 foi vencido por Diego Alemão. Apesar de citar as duas edições, Bial foi além e também citou o BBB10, vencido por Marcelo Dourado, como o mais assustador de todas as edições que ele apresentou na TV Globo.

“Eu ainda acho que a edição que eu vivi, que foi mais assustadora seria o adjetivo, foi o BBB10”, Disse Bial. Otaviano Costa quis saber o porquê e Bial seguiu com a explicação. O jornalista não citou a questão política no Brasil, mas para bom entendedor meia palavra basta.

Publicidade
Publicidade

“Pela primeira vez a internet entrou com tudo, a Máfia Dourada, que era a torcida do Marcelo Dourado, e tinha uma linguagem parafascista, meio esquisita. Foi um anúncio de coisas que vieram a acontecer adiante. Naquele momento foi assustador, era uma linguagem muito agressiva”, explicou Bial.

https://twitter.com/i/events/1327053323023904768

Dourado recebeu 60% dos votos na final do BBB10

Participante do BBB4, Marcelo Dourado voltou ao reality show no BBB10. Acusado de ser homofóbico, ele chegou à grande final do Big Brother Brasil e venceu. Dourado recebeu 60% dos 154.878.460 votos registrados pela TV Globo. Naquela época, a votação era feita pela internet e também pelo telefone.

Dourado venceu Fernanda, que teve 29% dos votos, e Cadu, com 11%, na grande final. A torcida do participante era muito engajada nas redes sociais e o levou a uma vitória para lá de tranquila na final do reality show. Marcelo Dourado faturou R$ 1,5 milhão.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post