in

Vídeo obtido pela RecordTV com momentos antes da morte de João Alberto causa revolta: ‘Justificando a morte?’

Publicidade

Manuela Kuhn, da RecordTV, conseguiu, com exclusividade, um vídeo em que mostra João Alberto, homem morto no Carrefour no último dia 19, agredindo um segurança na saída do supermercado. Essas seriam imagens que faltavam para reconstruir os momentos que antecederam a morte de João.

A polícia recebeu relatos dessa agressão, mas o vídeo ainda não tinha sido apresentado. O caso vem causando comoção no mundo inteiro devido à brutalidade com que ele foi morto. 

Giovane Gaspar da Silva e Magno Braz Borges, os assassinos de João Alberto, estão presos acusados de homicídio triplamente qualificado. Os dois decidiram não se pronunciar durante o flagrante feito pela Polícia Civil.  

Publicidade
Publicidade

A defesa de Giovane informou à polícia que a agressão teria ocorrido, o que teria causado o revide, resultando na morte de João.

Assista ao vídeo:

Polícia investiga se houve desentendimento que antecedeu a morte de João Alberto

A polícia agora investiga se já havia algum desentendimento entre João e os funcionários do supermercado. Essa investigação se baseia em um outro vídeo que um dos funcionários diz à vítima: “Sem cena, tá? A gente te avisou da outra vez”.

A polícia entende que esse aviso dado a João poderia indicar problemas anteriores. A 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa segue nos trabalhos de análise detalhada das imagens e colherá mais depoimentos nos próximos dias. A polícia também investiga se há outras pessoas envolvidas no crime. 

Vídeo publicado pela RecordTV causa revolta nos internautas

Assim que as imagens foram divulgadas, muitos internautas criticaram a emissora por supostamente justificar a morte brutal de João. “Tá, mas ele merecia a pena de morte? Porque foi isso que aconteceu. Era só imobilizar e chamar a polícia, mas mesmo que já sem poder se defender continuaram o espancando. Não dá para ficar achando justificativa, isso já é canallhice”, disse uma internauta. “Justificando a morte?”, perguntou outra.

Publicidade
Anna Müller

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.

Next post