in

Bonner e Renata encerram Jornal Nacional de luto, após triste notícia no Brasil

Reprodução Globo
Publicidade

William Bonner e Renata Vasconcellos são assistidos diariamente por milhões de brasileiros que acompanham as notícias do Jornal Nacional. Na edição de hoje, os jornalistas voltaram a encerrar o telejornal mais assistido da TV brasileira de luto.

No dia em que o Brasil ultrapassou a marca de 170 mil mortes em decorrência da Covid-19, doença causada pelo coronavírus, o JN terminou sem trilha, em completo silêncio, como forma de homenagear as vítimas da doença em todo o Brasil.

Depois da última reportagem, Bonner e Renata apareceram na tela. O telão atrás deles mostrava o número de vidas perdidas na pandemia. “O Jornal Nacional se solidariza com as famílias enlutadas na pandemia”, anunciou Renata Vasconcellos. Não teve boa noite nem despedida. Nas redes sociais, internautas comentaram sobre o fim enlutado do JN.

Publicidade

Jornal Nacional termina em silêncio com mortes na pandemia

O Jornal Nacional tem terminado de luto sempre o Brasil atinge uma marca expressiva de mortes, normalmente a cada cinco mil. O jornalístico de Bonner e Renata tem feito ampla cobertura da pandemia no Brasil desde março. Durante este período, a audiência do JN cresceu e o telejornal foi uma das principais fontes de informação da população.

Uma das edições mais históricas desse período foi a do dia em que o Brasil atingiu 100 mil mortes por Covid-19, em agosto. Bonner e Renata apresentaram o telejornal no sábado, dia em que normalmente estão de férias, e citaram até a Constituição durante o Jornal Nacional. A edição repercutiu bastante em todo o país.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!