in

Vai pra cadeia? Corte italiana confirma condenação de Robinho por violência sexual

Reprodução/Instagram@robinho
Publicidade

Robinho foi condenado pela Corte de Apelação de Milão, na Itália, pelo crime de violência sexual de grupo, nesta quinta-feira (10). A Corte é a segunda instância da justiça italiana e referendou a pena de nove anos de prisão que já havia sido imposta ao jogador na primeira instância.

Além do jogador, Ricardo Falco também teve a condenação confirmada na Corte de Apelação. O caso, porém, ainda não chegou ao fim. Os advogados de Robinho e de Falco vão recorrer à Corte de Cassação, espécie de Superior Tribunal Federal (STF) italiano. Somente após a terceira instância é que um acusado pode ser considerado culpado.

O caso a que Robinho responde aconteceu em janeiro de 2013, em uma boate de Milão. Áudios usados pela acusação mostram Robinho comentando sobre o ocorrido e serviram para incriminá-lo. Em determinado momento, ele diz que colocou o órgão genital na boca da vítima, uma mulher libanesa hoje com 30 anos.

Publicidade

A condenação de Robinho e Falco teve como base o artigo 609 bis do código penal da Itália. Este artigo fala sobre violência sexual praticada por duas ou mais pessoas, em grupo. Robinho ainda não manifestou sobre a confirmação da condenação na segunda instância.

Robinho vai para a cadeia?

Robinho está no Brasil, onde tentou jogar no Santos, mas teve o contrato cancelado devido à pressão da torcida e da imprensa. Robinho poderia ser preso pela condenação na Itália, já que o tribunal pode pedir a detenção para casos como este, antes mesmo do julgamento final,  mas isso não deve acontecer neste momento. O jogador mora no Brasil, país que não extradita seus cidadãos para cumprir pena em outros países.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!