in

Xuxa reclama de preconceito de alguns pastores e bispos: ‘gostaria que estivessem presos’

Reprodução Globo
Publicidade

Xuxa Meneghel tem contrato com a Record TV até dezembro. O vínculo entre a apresentadora e a emissora não será renovado e o futuro de Xuxa na TV é uma incógnita. Será que ela voltará para a Globo? Será que vai se aposentar e se dedicar a outros projetos? Somente ela sabe.

Xuxa deu entrevista à Nani People e falou sobre diversos assuntos, entre eles religião. Este assunto sempre gera alguma polêmica. A apresentadora afirmou que sua filha Sasha é evangélica, mas garantiu que continua que no catolicismo e que acredita em Deus.

Xuxa afirmou que não tem que dizer que é de uma religião específica e garantiu que concorda com ensinamentos do espiritismo, do budismo e que há coisas no catolicismo das quais ela discorda. Em seguida, a loira falou sobre a religião evangélica, da qual sua filha faz parte.

Publicidade

“Tem pessoas que sigo, o pastor Hermes, que é uma pessoa incrível. E tem outras pessoas que eu gostaria que estivessem na cadeia. Pastores e bispos por aí com que não concordo. Gostaria que, pelo preconceito que essas pessoas têm, que estivesse realmente presas”, afirmou Xuxa, sem citar nomes.

O bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, é dono da Record TV. Edir é uma das figuras mais conhecidos do segmento neopentecostal do Brasil. Há outros nomes nesse segmento que são bem polêmicos, como o pastor Silas Malafaia, um dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. As pesquisas apontam que no Brasil há mais de 40 milhões de evangélicos. A religião vem crescendo bastante desde os anos 1980.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!