in

Médico conta quanto tempo Toño Mauri terá de vida após transplante de pulmão por complicações da Covid-19

La Republica
Publicidade

A luta pela vida do ator de novelas mexicanas Toño Mauri continua. Após cinco meses internado com Covid-19, ele passou por um transplante duplo de pulmão na última terça-feira, 15.

Na sexta-feira, 18, seu filho Antonio deu uma rara e rápida entrevista ao programa de TV Sale al Sol, ocasião em que agradeceu o carinho e apoio de todos os fãs e deu a boa notícia de que seu pai reagiu bem ao transplante e que se sente otimista sobre ele voltar para casa em breve.

O rapaz também agradeceu ao doador e aos familiares do mesmo que, apesar de desconhecerem a identidade deles, pedem muito em orações em agradecimento a doação que salvou a vida de Mauri.

Publicidade

O ator teve os primeiros sintomas no final de junho e foi no começo de julho precisou ser hospitalizado com Covid-19. O ator e seus familiares ficaram surpresos com o diagnóstico, que foi positivo para todos da casa, pois eles se mantiveram trancados na residência durante a quarentena e não entendiam como ocorreu o contágio.

No decorrer de sua luta contra a Covid-19, o ator chegou a fazer um tratamento de plasma antes de ser decidido pelo transplante.

O médico especialista em transplantes de pulmão, Ernesto Juárez León, declarou para El Universal que a expectativa de vida de uma pessoa que se submete a um transplante como o de Mauri vai depender de muitas circunstancias, como a forma que o órgão se adapta ao novo corpo e os cuidados que o paciente precisa ter após a cirurgia.

De uma forma geral, cerca de 70% das pessoas que recebem um transplante de pulmão bem-sucedido, chegam a viver entre cinco e dez anos. Ernesto ainda salientou que existem casos bem-sucedidos de pessoas que vivem até vinte anos após a cirurgia.

Publicidade
Guti M

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades