in

Jornalista testa positivo para a Covid junto com toda família e é julgada nas redes sociais

Twitter Ananda Portela
Publicidade

Redatora das redes sociais do portal UOL, Ananda Portela abriu o jogo nas redes sociais e em texto publicado no UOL sobre a Covid-19. A jornalista narrou detalhes da doença causada pelo coronavírus chegando em sua casa após viajar com a família para passar a virada de ano com a avó.

Ela contou que viajou com o pai, mãe, irmão e cunhada no Natal. “Quando chegamos, ela começou com sintomas de Covid. Dias depois, minha mãe e meu pai. Resultado: 13 pessoas com covid na minha família“, contou a jovem de 25 anos. Segundo ela, a avó estava com tosse quando eles chegaram em Minas Gerais.

O alerta acendeu para Ananda, mas ele ficou tranquila ao saber que a avó sempre teve a tosse chata. No dia seguinte, porém, a idosa teve diarreia, o que aumentou a possibilidade de que fosse Covid. “Segundo minha vó, estava tudo bem. Ela só estava desacostumada com as comidas mineiras que ela faz quando vamos pra lá”, explicou.

Publicidade
Publicidade

O problema é que no dia seguinte a mãe reclamou de forte dor de cabeça. O pai dela passou a ter uma dor no corpo. A cunhada também teve dor de cabeça. Era a Covid se espalhando pela família. Quando voltaram para São Paulo, no dia 2 de janeiro, os pais e a cunhada de Ananda foram direto para o hospital. Ela e o irmão estavam bem, sem sintomas.

O irmão, porém, começou a apresentar sintomas. Ananda se dividiu entre o trabalho e o cuidado com os quatro. Só que ela também começou a ter sintomas. Por fim, o pai foi internado devido à desidratação causada pela Covid. Nos comentários, alguns internautas julgaram a jornalista.

“Eu realmente espero que todos se recuperem, ninguém merece morrer. Mas como jornalista você estava ciente do risco. Teve acesso a depoimentos de médicos e cientistas que diziam pra não aglomerar, pra passar o ano novo só com quem morava. Fica a reflexão sobre atos e responsabilidade”, escreveu um seguidor.

“Empatia eu tenho com quem pegou trabalhando, foi infectado sem querer. com essa gente irresponsável não tem como ter não, sinto muito”, escreveu outra pessoa. “Gente, desde março de 2020, o Ministério da Saúde pede não aglomerar! Qual a dificuldade das pessoas, cara? Chega a ser genocídio isto! Falta de empatia com o coletivo! Não é de hoje! Gente esclarecida fazendo isso! Como pode?”, criticou mais uma. Outros internautas saíram em defesa da jornalista.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!