in

Bonner não perdoa e dá notícia ao vivo no Jornal Nacional que coloca Bolsonaro em xeque

Reprodução Globo
Publicidade

William Bonner voltou a dar notícia que deixa o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em situação difícil. Sem citar o nome do chefe do Executivo, Bonner noticiou ao vivo no Jornal Nacional uma situação constrangedora para o Brasil em meio à pandemia do coronavírus. Mais de 220 mil pessoas já morreram por causa da doença no país.

“O Brasil foi considerado o país com o pior desempenho no combate à pandemia, segundo um levantamento de pesquisadores internacionais. O Instituto Lowy, baseado na Austrália, analisou dados de 98 países com bases em critérios como: casos e mortes por milhão de habitantes, casos positivos em relação à proporção de testes e número de testes realizados a cada mil pessoas”, começou o âncora do JN.

“No topo do ranking estão Nova Zelândia, Vietnã, Taiwan e Tailândia. E os últimos colocados são Estados Unidos, Irã, Colômbia, México e Brasil. A China não foi incluída por não oferecer dados para análise”, finalizou Bonner.

Publicidade
Publicidade

Sem citar Bolsonaro, Bonner dá notícia ruim ao Brasil

William Bonner noticiou o levantamento feito pelo Instituto Lowy, da Austrália. Sem citar o presidente Jair Bolsonaro, o jornalista da TV Globo deu uma notícia que o envolve diretamente. Afinal de contas, Bolsonaro é o principal líder da nação no momento.

Entre os 98 países analisados, o Brasil é o que se saiu pior e aparece na última posição. Desde o começo da pandemia os métodos de Bolsonaro vem sendo questionados pela imprensa. O presidente chamou a Covid-19 de “gripezinha” e recomendou o uso da cloroquina mesmo sem comprovação científica de que ela funcione contra a doença causada pelo coronavírus.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!