in

Além de Karol Conká, a lista dos participantes mais rejeitados na história do Big Brother Brasil

Gshow
Publicidade

Quem entra no Big Brother Brasil quer dinheiro e fama, mas nem sempre é isto que acontece e um bom exemplo é a rapper Karol Conká que está confinada no BBB21 causando muita polêmica, sem saber que do lado de fora sua rejeição é altíssima.

Ninguém sabe quando tempo ela ficará no reality global, mas todos acreditam que ela será eliminada no primeiro paredão que encarar e provavelmente com rejeição recorde. Ela entrará para uma lista de ex-BBBs que foram eliminados com altíssima porcentagem após serem ‘cancelados’ na web.

No BBB12, Laisa Portela deixou a casa mais vigiada do Brasil com 88% dos votos. Ela foi parar na berlinda quando estava na sexta semana do programa e se assustou quando saiu do reality e viu como desagradou o público.

Publicidade
Publicidade

No BBB18, Breno conquistou muitos fãs, mas o fato dele beijar Ana Clara e depois iniciar um romance com Paula Amorim fez com que fosse cancelado nas redes sociais e ele acabou sendo eliminado com 88,34% dos votos.

Fani Pacheco, no BBB7, formou um triângulo amoroso com Alemão e Íris, mas os fãs do reality quiseram tirá-la de lá e ela deixou o Big Brother Brasil com 89% dos votos. Nayara, no BBB18, encarou Gleici Damasceno no paredão e foi eliminada com 92,69% dos votos.

No BBB7, Felipe Cobra saiu da casa ao receber 93% dos votos e ficou assustado com a alta rejeição. Patrícia Leitte é outra rejeitada pelo público, ela participou do BBB18 e deixou a casa com 94,26% dos votos.

Muitos internautas aguardam ansiosos pelo dia em que Karol Conká seja indicada ao paredão, para que possam tentar eliminá-la com a maior rejeição na história do Big Brother Brasil.

Publicidade
Publicidade
Russel

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: [email protected]