in

MC que acusa Anderson do Molejo de abuso diz que cantor propôs pacto de sangue: ‘Juntos para sempre’

Extra | Divulgação
Publicidade

O nome do cantor Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, segue no centro de uma polêmica envolvendo uma acusação de abuso. O jovem Maycon Douglas Porto do Nascimento, conhecido como MC Maylon, foi até uma delegacia no Rio de Janeiro para acusar Anderson de abuso sexual. O suposto crime teria ocorrido no mês de dezembro do ano passado em um quarto de motel.

Anderson, por sua vez, prestou depoimento à polícia e afirmou que manteve relações íntimas com o jovem, porém, de forma consensual. MC Maylon afirma que não teria conhecimento sobre a bissexualidade do cantor, e que só aceitou ir até o motel em sua companhia por acreditar que tudo se tratava de uma reunião de trabalho.

O vocalista do Molejo estaria alavancando a carreira do jovem, que chegou a participar de diversos eventos organizados por Anderson. Segundo MC Maylon, o cantor o teria violentado e praticado a relação sem o seu consentimento. Em um depoimento comovente, o jovem afirma ter desmaiado de dor durante o ato.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o Jornal Extra, MC Maylon contou, ainda, que Anderson teria proposto um pacto de sangue durante uma conversa no camarim: “Eu sempre levantava muito a autoestima do Anderson, pois ele, às vezes, se coloca muito para baixo. Tive a ideia dessa tatuagem após um show em Bangu, onde haviam várias garrafas quebradas no camarim e ele falou que era para gente fazer um pacto e nunca mais se separar. Pai e filho juntos para sempre”.

Em uma live realizada através de seu perfil no Instagram, Anderson confirma que se relacionou de forma íntima com o jovem apenas uma vez após ser assediado de forma frequente. Em um bate papo franco, o vocalista contou que estava solteiro e a decisão teria partido de ambas as partes.

Publicidade
Publicidade