in

Corpo de cantor que morreu de Covid dois dias após perder a esposa grávida é sepultado após cortejo

Reprodução/Banda Leave
Publicidade

No sábado, 20, o corpo do cantor André Junio, integrante da Banda Leave, que é contratada para fazer apresentações em casamentos em Goiás, foi sepultado. O vocalista morreu devido a complicações causadas pela Covid-19. Dois dias antes, o cantor perdeu a esposa Tammy, que estava grávida de sete meses, após ela também ter contraído o vírus. Devido a complicações da doença, o hospital chegou a realizar uma cesárea no intuito de salvar o bebê que se chamaria Joaquim, mas sem sucesso.

Juninho, como era conhecido na região, estava internado devido a complicações causadas pela Covid-19 desde o dia 8 de fevereiro, por isso, não chegou a ser informado sobre a morte da esposa e filho. As informações foram divulgadas em primeira mão pelo portal G1.

A banda confirmou a morte do cantor através de uma nota oficial. Na mensagem, eles afirmam que estão sem chão, ressaltando que a alegria e o alto astral de Juninho contagiavam todos que o rodeavam. Diante disso, a nota afirma que o cantor pode ter a certeza de que deixou esse legado para a banda.

Publicidade
Publicidade

Ainda através da nota, em nome de todos seus integrantes, a banda entregou os seus “mais profundos sentimentos”. Além disso, eles ainda disseram esperar que Deus possa receber o vocalista, sua esposa e o pequeno Joaquim “na glória eterna”.

De acordo com informações divulgadas pelo G1, a Covid-19 evoluiu rapidamente no cantor, e quando ele deu entrada na unidade hospitalar já estava com 80% do pulmão comprometido.

O corpo de Juninho foi sepultado no sábado, 20, no Cemitério Parque, após um cortejo realizado pelas ruas de Goiânia. O enterro do vocalista foi restrito apenas aos amigos e família, isso devido às medidas protetivas contra o coronavírus.

Publicidade
Publicidade