in

Bronquiolite: conheça os sintomas e tratamento da doença que acometeu o filho da atriz Sthefany Brito

Fuxico/Montagem
Publicidade

A atriz Sthefany Brito passou o maior susto com o seu filho bebê, o pequeno Antônio Henrico, de apenas três meses de vida. Através da sua rede social, ela fez um desabafo e falou sobre o que passou com a criança durante o feriado de carnaval. Inclusive, a famosa disse que o filho teve que ser internado às pressas.

O filho de Sthefany Brito foi diagnosticado com bronquiolite, que é uma enfermidade que costuma ser comum em crianças. Ela contou como foi o desespero de ver o filho tão pequeno passando por essa situação. Após o susto, felizmente, o bebê já está melhor.

Bronquiolite: conheça os sintomas e tratamento da doença que acometeu o filho de Sthefany Brito

Mas, afinal de contas, o que é bronquiolite? A doença é uma infecção viral que costuma acometer bebês com menos de dois anos. As vias aéreas mais estreitas do pulmão, os bronquíolos, ficam inflamadas. Por conta da inflamação, a quantidade de muco aumenta, dificultando a passagem de ar, causando dessa maneira a dificuldade respiratória.

Publicidade
Publicidade

Na maioria dos casos, os sintomas costumam sumir com duas ou três semanas, sem necessidade de um tratamento específico, porém, é importante que a criança seja avaliada logo quando aparecerem os primeiros sintomas, não apenas para que outras doenças sejam descartadas, mas para que o profissional avalie se haverá necessidade de internação, pois alguns pequenos podem ter sintomas intensos.

Os sintomas da enfermidade são parecidos com resfriado e gripe, como febre, tosse, coriza e nariz congestionado. Estes sintomas geralmente duram cerca de um ou dois dias e acabam evoluindo para: respiração rápida, chiado, redução do apetite, dificuldade para dormir, irritabilidade e cansaço.

A doença parece assustadora para os pais, mas, geralmente, não é grave e pode ser tratada em casa. Não existe um antiviral para poder eliminar o vírus que causa a bronquiolite. Ele é eliminado do corpo de forma natural após duas ou três semanas. Nesse período, a criança precisa repousar, se manter hidratada com água ou leite e fazer nebulizações com soro fisiológico. No caso de febre, o pediatra precisa orientar qual medicamento a criança pode tomar.

Publicidade
Publicidade
Shyrlene Souza

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.