in

Atriz passa no meio de manifestação em SP: ‘Fui chamada de comunista, medrosa e escrava do Doria’

Twitter Angela Dippe
Publicidade

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta semana que todo o estado entra na fase vermelha do combate à pandemia do coronavírus a partir da meia-noite deste sábado (6). A decisão acontece em meio ao crescimento do número de casos e de mortes por Covid-19 em todo o estado.

Embora muita gente concorde com a decisão de Doria, há quem não concorde. Alguns manifestantes se reuniram na avenida Paulista, nesta sexta-feira, para protestar contra a decisão que consideram autoritária. No momento em que os manifestantes se reuniam, a atriz Angela Dippe passava pelo local.

Com o celular na mão, ela filmou as pessoas aglomeradas, sem máscara, protestando contra o fechamento dos serviços não essenciais em todo o estado. Angela, que também é bailarina e escritora e ficou conhecida pela personagem Penélope, na série infantil Castelo Rá-Tim-Bum, foi execrada.

Publicidade
Publicidade

“Agora às 18h20 na avenida Paulista, voltando pra casa com duas máscaras no rosto, fui chamada de comunista, medrosa e escrava do João Doria”, escreveu a atriz. O post viraliou e já recebeu 20 mil curtidas, oito mil comentários e quase três mil compartilhamentos. Angela recebeu apoio dos internautas.

“É só pesquisar que a maioria ai é assessor em algum gabinete ou ‘trabalha’ em terceirizada. Olha a câmera que usam, isso ai é bancado com dinheiro público. Se a imprensa for atrás vai achar um por um em folha de pagamento”, escreveu um internauta. O homem que mostra a língua no vídeo tem um perfil na rede social e se identifica como Piva Patriota.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!