in

Silas Malafaia detona ex-presidente Lula: ‘Não vai escapar da justiça divina’

Reprodução Youtube Silas Malafaia / Reprodução Globo
Publicidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou no meio da semana, na sede do Sindicado dos Metalúrgicos do ABC Paulista, em São Bernardo do Campo, após o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), anular as condenações do petista no âmbito da Operação Lava Jato.

Durante discurso, Lula fez críticas às igrejas evangélicas. O bispo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, foi muito criticado no ano passado ao anunciar a venda de caroço de feijão que curaria a Covid-19. Valdemiro foi até acionado na Justiça por causa disso. 

Ao criticá-lo, Lula teria generalizado. O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), não gostou da forma como o ex-presidente se posicionou e o criticou em vídeo postado em seu canal oficial no YouTube.

Publicidade
Publicidade

Malafaia afirmou que a corrupção é responsável pela morte de milhões de brasileiros. O pastor disse também que suas igrejas têm mais de 100 mil membros e 25 deles morreram em 2020. Segundo ele, parte não tinha nenhuma relação com a Covid-19.

“Você pode escapar da justiça do homem que é falha, mas você não vai escapar da justiça divina. E Lula, quero dizer que o evangelho que nós pregamos liberta o homem da cachaça, que destrói o corpo, a mente e a família”, afirmou Malafaia, ironizando o ex-presidente.

Em 2018, Jair Bolsonaro (sem partido) foi eleito presidente da República com grande apoio dos evangélicos. No segundo turno, Bolsonaro teve 57 milhões de votos, 10 milhões a mais do que o petista Fernando Haddad. Lula não concorreu por causa da Lei da Ficha Limpa.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!