in

Bonner e Renata atualizam o Brasil com triste notícia e encerram JN de luto

Reprodução Globo
Publicidade

William Bonner e Renata Vasconcellos estão à frente do telejornal mais assistido da TV brasileira, o Jornal Nacional, exibido pela TV Globo. Diariamente, o telejornal tem atualizado o Brasil sobre as notícias da pandemia do coronavírus. E são muitas notícias triestes.

“O Imperial College, de Londres, calculou que cada 100 brasileiros com vírus contaminam outros 123. Hoje o Brasil ultrapassou as 282 mil mortes pela pandemia e bateu um novo recorde no registro de óbitos nas últimas 24 horas”, anunciou Bonner.

Em seguida, o jornalista Alan Severiano entrou no ar e atualizou os dados. O Brasil registrou 2.798 mortes em 24 horas, novo recorde diário. O número de óbitos chegou a 282.400. No dia 10 de março, eram 270.917 óbitos. O número de casos chegou a 11,6 milhões. “Olhando os números a gente se pergunta onde nós vamos parar”, afirmou Severiano.

Publicidade
Publicidade

Jornal Nacional termina de luto

Após a última reportagem do Jornal Nacional, Bonner se solidarizou com os familiares dos mortos pela Covid-19. “A todas as famílias enlutadas na pandemia o nosso respeito, a nossa solidariedade”, disse o âncora do Jornal Nacional enquanto o telão exibia o número de mortos.

Renata Vasconcellos se manteve em silêncio. Esta foi mais uma edição do telejornal que terminou sem o tradicional e sem a vinheta tradicional. O JN tem feito ampla cobertura da pandemia do coronavírus desde março do ano passado. O telejornal também costuma terminar de luto sempre que o Brasil ultrapassa determinado número de óbitos em decorrência da Covid-19.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!