in

Bonner e Renata fazem ato simbólico no Jornal Nacional e luto toma conta da Globo

Publicidade

William Bonner e Renata Vasconcellos têm a missão de informar milhões de brasileiros todos os dias no Jornal Nacional, o telejornal mais assistido da TV brasileira. O JN é líder de audiência desde os anos 1960, quando foi ao ar a primeira vez nos primórdios da Globo.

Atualmente, o Jornal Nacional é visto nos quatro cantos do Brasil e tornou-se uma importante ferramento da informação durante a pandemia do coronavírus, iniciada em março do ano passado. Todos os dias, milhões de brasileiros se informam assistindo ao JN.

Na edição desta sexta-feira (19), Bonner e Renata levaram ao ar diversas notícias sobre a pandemia. Logo nas manchetes, os âncoras do Jornal Nacional informaram sobre o elevado número de mortes causadas pela Covid-19 nos últimos dias.

Publicidade
Publicidade

Bonner e Renata encerram JN de luto

Mais uma vez, os apresentadores William Bonner e Renata Vasconcellos tomaram uma atitude simbólica no fim do Jornal Nacional no dia em que o país ultrapassou a triste marca de mais de 290 mil mortes causadas pela Covid-19. O Brasil é o segundo país em número de mortes, atrás apenas dos Estados Unidos.

“E mais uma vez o Jornal Nacional termina com o sinal simbólico do nosso respeito por milhares de famílias brasileiras em luto”, disse Renata. O telão do estúdio mostra o número de mortes: “290.525 vidas perdidas”. Mais uma vez, não houve o tradicional “boa noite” por parte dos jornalistas nem foi a executada a trilha sonora do telejornal. O silêncio foi total na redação da TV Globo no Rio de Janeiro, onde o Jornal Nacional é gravado.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!