in

MC Pedrinho mostra detalhes de como ficou sua casa após ser revirada pela polícia

Reprodução/Instagram
Publicidade

Na tarde desta quinta-feira (25) o mundo do Funk foi pego de surpresa com a condução de artistas conhecidos dentro da música à delegacia. A Polícia Civil do estado de São Paulo deflagrou uma operação de busca e apreensão que culminou com a invasão da casa do cantor MC Pedrinho e diversos outros cantores, que acabaram tendo que prestar esclarecimentos presencialmente à polícia.

Pelo menos dez artistas são alvo de investigação por lavagem de dinheiro e suposta associação ao tráfico de drogas. Pedrinho, no entanto, negou qualquer associação com o crime organizado e lamentou a situação como seu imóvel ficou após ser revirado pelos agentes.

“Vamos embora. O banheiro está suave. O ruim é isso aqui. Vou ter que arrumar tudo. Desculpa, mãe, por tudo”, disse o MC em seu perfil oficial no Instagram, pedindo desculpas por fazer sua família passar por uma situação que não mereciam. Na oportunidade, Pedrinho ainda afirmou que erra, mas perante aquela situação específica não havia errado em nada.

Publicidade
Publicidade

Uma centena de viaturas de todas as seccionais do Departamento de Polícia Judiciária da Capital fizeram parte da força tarefa. Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em imóveis dos MCs Hariel, Pedrinho, Salvador da Rima, Keké, Ryan SP, Brinquedo, Neguinho do Kaxeta, Léo da Baixada e Kauan Amaral, na capital, região metropolitana e Baixada Santista.

Os artistas se tornaram alvo das investigações após serem levantadas suspeitas de uma suposta ligação com o tráfico de drogas por conta de apresentações realizadas por eles em um estabelecimento de propriedade de um homem acusado de fazer parte da facção criminosa PCC.

Publicidade
Publicidade
Higor Mendes

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.