in

Apresentadora querida é morta pelo namorado; ele usou um fio elétrico e se entregou à polícia

Publicidade

A apresentadora e radialista Evelyne Ogawa, de 38 anos, foi morta pelo namorado Vinícius Camargo, de 31, na sexta-feira (26), em Samambaia, no Distrito Federal. O caso repercute em todo o Brasil após o homem procurar a polícia, se entregar e confessar o crime.

A morte aconteceu durante a noite. No sábado, Vinícius foi à delegacia na companhia de um advogado e confessou que tinha matado a companheira. Os policiais foram ao apartamento e encontraram o corpo no local. Vinícius usou um fio elétrico para estrangular Evelyne.

O suspeito foi liberado, mas se entregou à polícia na segunda-feira, após ter sido procurado e passar a ser tratado como foragido por não ter sido encontrado pelas autoridades policiais. O corpo da radialista foi enterrado na manhã de segunda-feira (29), sob forte comoção de familiares e amigos, no Cemitério Campo da Esperança da Asa Sul. De acordo com uma amiga ouvida pelo G1, Evelyne sofria de depressão e pedia orações.

Publicidade
Publicidade

Ainda segundo esta mulher, identificada como Renata Santos, Evelyne havia mudado bastante depois que começou a namorar Vinícius. Ela chegou a engravidar, mas perdeu o filho. Ela deixa um filho de sete anos de outro relacionamento.

Evelyne era radialista da Rádio Federal do Distrito Federal. Nesta terça, a emissora exibiu o programa Especial Rádio Federal – Luta Contra o Feminicídio, em homenagem à Evelyne e a todas as mulheres vítimas do feminicídio. Diretor da rádio, Idovan Araújo, afirmou que a morte cruel de Evelyne não pode ficar impune.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!