in

Mãe de CR7 desabafa após sofrer AVC e perder movimentos do corpo: ‘pedi a Deus que não me levasse’

Reprodução/Instagram
Publicidade

Em 2020, a mãe do craque Cristiano Ronaldo foi vítima de um AVC (acidente vascular cerebral), que lhe causa efeitos até nos dias atuais. Dolores Aveiro, de 66 anos, que segue se recuperando do AVC relatou em entrevista sobre o dia em que perdeu os movimentos de parte do rosto. “Pedi a Deus para que não me levasse”, desabafou.

Aveiro se mostrou extremamente emocionada ao comentar sobre a sua saúde em entrevista para a ITV, de Portugal. Mesmo sem conseguir lembrar quando chegou a uma unidade hospitalar, Dolores relatou detalhes do que aconteceu naquele dia.

Ressaltando a sua fé, ela diz que o momento foi difícil e, inclusive, que chegou a pensar que era o fim para ela. Dolores conta que se levantou para ir ao banheiro e, neste momento, acabou desmaiando. Ao se recuperar, ela contou ter tentado se levantar, no entanto, percebeu que metade do seu corpo estava paralisado. Depois disso, ela diz não se lembrar de como chegou até um hospital.

Publicidade
Publicidade

Vale ressaltar que por diversas vezes CR7, como Cristiano Ronaldo é conhecido no mundo do futebol, relatou o quanto a mãe foi fundamental para a sua evolução. Inclusive, na época do acidente, o craque, que atualmente joga no Juventus, da Itália, viajou para visitar a matriarca.

Atualmente, Aveiro diz que a sua recuperação é gradativa. Ela conta ter saído da unidade hospitalar caminhando, contudo, ressalta que o AVC afetou o lado esquerdo do seu corpo, incluindo, boca, perna e até mesmo a sua fala. Mesmo assim, ela comemora o fato de que há um ano quase viu a sua vida escorrer entre os dedos.

Publicidade
Publicidade