in

Caso Henry: GloboNews flagra Dr. Jairinho e Monique sendo presos pela Polícia Civil

Reprodução/GloboNews
Publicidade

A manhã de quinta-feira (08/04) começou com uma informação urgente: a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu o vereador Dr. Jairinho (Solidariedade) nas primeiras horas do dia.

Além dele, a mãe do menino Henry Borel, a professora Monique Medeiros, também foi presa por suspeita de envolvimento na morte do menino. O caso chamou a atenção na mídia durante todo o último mês.

As investigações trazem detalhes sobre como a criança era agredida há um mês e a mãe sabia. Além de chutes, golpes na cabeça do menino de apenas quatro anos foram relatados.

Publicidade
Publicidade

Veja abaixo o vídeo do momento em que Jairinho e Monique são presos:

Além do suposto envolvimento na morte da criança, o casal ainda é suspeito de trabalhar para atrapalhar as investigações policiais, além de fazer ameças a possíveis testemunhas do caso.

As autoridades ligadas à Polícia Civil ainda informa que a investigação estava analisando o casal de perto há pelo menos dois dias. Os investigadores descobriram que o casal estava em casas de familiares em Bangu, na Zona Oeste do Rio. 

Após ouvir testemunhas e reunir provas, os policiais chegaram à conclusão de que um acidente estava descartado. Os investigadores ainda conseguiram encontrar indícios de que os dois apagaram conversas dos celulares, a fim de excluir possíveis provas.

A notícia da prisão dos dois repercute no noticiário nacional principalmente porque o caso gerou comoção. A criança de apenas quatro anos não teria sido a primeira a ser agredida por Jairinho, isso porque uma ex-namorada do vereador chegou a afirmar que ela e a filha foram agredidas pelo parlamentar.

Publicidade
Publicidade
I Feitosa

Escrito por I Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.